Pular para o conteúdo principal

Entenda quais são as mudanças na CNH aprovadas pela Câmara

Deputados aprovaram mudanças, que ainda serão analisadas pelo Senado. Veja as principais alterações propostas

Imagem meramente ilustrativa
A Câmara dos Deputados aprovou mudanças no Código de Trânsito Brasileiro em votação que ocorreu na noite desta terça-feira (23). Na tarde desta quarta-feira (24), os deputados votaram destaques ao texto-base. Entenda o que muda com a proposta, aprovada na forma do substitutivo do relator, deputado Juscelino Filho (DEM-MA), e que seguirá para o Senado.

Entre outros pontos, o projeto aumenta a validade da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) para dez anos e vincula a suspensão do direito de dirigir por pontos à gravidade da infração.

Juscelino Filho incluiu no seu substitutivo ideias contidas em 110 emendas, de autoria de 45 deputados. Ele retirou alguns pontos de resistência, como o fim da cadeirinha obrigatória. “O texto aprovado foi construído por várias mãos, um resultado que atende aos anseios da população”, afirmou.

Validade da CNH

De acordo com o substitutivo, a CNH terá validade de dez anos para condutores com até 50 anos de idade. O prazo atual, de cinco anos, continua para aqueles com idade igual ou superior a 50 anos.

Já a renovação a cada três anos, atualmente exigida para aqueles com 65 anos ou mais, passa a valer apenas para os motoristas com 70 anos de idade ou mais.

Foi aprovado pelo Plenário, por 244 votos a 212, destaque do PSL que retirou, do substitutivo do relator, nova exigência para os profissionais que exercem atividade remunerada em veículo (motoristas de ônibus ou caminhão, taxistas ou condutores por aplicativo, por exemplo).

Juscelino Filho havia proposto que os motoristas profissionais fossem obrigados a renovar a carteira a cada cinco anos. Suprimido o trecho, eles seguirão as regras gerais, como já acontece atualmente.

Exame médico

Quanto aos exames médico e psicológico, o substitutivo acaba com a necessidade de os profissionais serem credenciados perante os órgãos de trânsito estaduais, introduzindo na lei a exigência do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) de que eles tenham titulação de especialista em medicina do tráfego e psicologia do trânsito.

Médicos e psicólogos terão três anos a partir da publicação da futura lei para obterem essa especialização. O texto cria ainda um processo de avaliação do serviço, tanto por parte dos examinados quanto por parte dos órgãos de trânsito em cooperação com os conselhos regionais de medicina e de psicologia.

Condutores cujo direito de dirigir foi suspenso, que tenham sido condenados judicialmente por delito de trânsito e que tenham sido enquadrados em casos definidos pelo Contran como risco à segurança do trânsito deverão ser submetidos a avaliação psicológica além do curso de reciclagem.

Todas as mudanças feitas pelo projeto valerão depois de 180 dias da publicação da futura lei.

Pontuação

Quanto à pontuação a partir da qual a pessoa tem o direito de dirigir suspenso, o texto de Juscelino Filho estabelece uma gradação de 20, 30 ou 40 pontos em 12 meses conforme haja infrações gravíssimas ou não. Atualmente, a suspensão ocorre com 20 pontos, independentemente de haver esse tipo de infração.

Assim, o condutor será suspenso com 20 pontos se tiver cometido duas ou mais infrações gravíssimas; com 30 pontos se tiver uma infração gravíssima; e com 40 pontos se não tiver cometido infração gravíssima nos 12 meses anteriores.

Para o condutor que exerce atividade remunerada, a suspensão será com 40 pontos, independentemente da natureza das infrações. Isso valerá para motoristas de ônibus ou caminhões, mas também para os taxistas e motoristas de aplicativo ou mesmo mototaxistas.

Entretanto, se o condutor pertencente a esse grupo quiser participar de curso preventivo de reciclagem quando, em 12 meses, atingir 30 pontos, toda a pontuação da carteira será zerada. Atualmente, essa possibilidade existe para aqueles com carteiras do tipo C, D ou E se acumulados 14 pontos.

Exame toxicológico

Juscelino Filho manteve a exigência de condutores com carteiras das categorias C, D e E fazerem exame toxicológico na obtenção ou renovação da CNH e a cada dois anos e meio.

Para adaptar os prazos em razão das validades diferenciadas da carteira, somente os motoristas com menos de 70 anos precisarão fazer novo exame depois de dois anos e meio da renovação. Atualmente, quem tem 65 anos ou mais precisa repetir o exame depois de um ano e meio, periodicidade que passa a ser exigida para aqueles com 70 anos ou mais.

O relator incluiu no código uma multa de cinco vezes o valor padrão, pontuação de infração gravíssima, penalidade de suspensão do direito de dirigir por três meses e necessidade de apresentar exame com resultado negativo para acabar com a suspensão.

A multa será aplicada se o infrator for pego conduzindo veículo para o qual seja exigida habilitação nas categorias C, D ou E e também para aquele que exerce atividade remunerada com esse tipo de veículo e não comprovar a realização do exame toxicológico periódico quando da renovação da CNH.

Proibições

Atualmente, para que uma pessoa possa habilitar-se nas categorias D ou E, ou ser condutora de transporte escolar, ônibus, ambulância ou transportar produto perigoso, o Código de Trânsito exige que ela não tenha cometido infração grave ou gravíssima ou não seja reincidente em infrações médias durante os últimos 12 meses.

Pelo texto aprovado, será exigido do profissional que ele não tenha cometido mais de uma infração gravíssima nesse período.

Retenção de CNH

Na penalidade por dirigir com velocidade 50% superior à permitida na via, o deputado Juscelino Filho retirou a apreensão da CNH e a suspensão imediata do direito de dirigir. Esta suspensão passará a depender de processo administrativo.

No dia 29 de maio, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou constitucionais esses procedimentos incluídos no código pela Lei 11.334/06 e questionados em ação do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Cadeirinha

Outro ponto polêmico, o uso da cadeirinha ou assento elevado por crianças, foi incorporado ao código, que já prevê multa gravíssima por transporte de crianças sem observar as normas de segurança da lei.

O relator acrescentou o limite de altura de 1,45m à idade de dez anos. Atualmente, o código apenas especifica que as crianças devem ir no banco traseiro e é uma resolução do Contran que obriga o uso da cadeirinha.

Juscelino Filho também retira a possibilidade de aplicação de multa com base em resoluções do Contran, objeto de contestações judiciais.

Por outro lado, esse órgão regulamentará situações em que o uso do dispositivo de retenção da criança (assento elevado ou cadeirinha) poderá ocorrer no banco dianteiro.

FONTE: R7.com
EDIÇÃO: Eduardo Machado

Comentários

Postagens mais visitadas deste site.

Acidente deixa duas pessoas feridas em cruzamento perigoso de Parnaíba

Houve registro apenas de danos materiais, e os acidentados foram atendidos pela equipe do Corpo de Bombeiros Um acidente aconteceu por volta das 7h50 desta segunda-feira (23/11), horário de muito movimento no cruzamento das ruas Santana e Ricardo Rodrigues Coimbra, no bairro Piauí, em Parnaíba. Não houve o registro de óbitos, apenas danos materiais, e vítimas lesionadas. O fato aconteceu envolvendo um automóvel marca/modelo Toyota Etios de cor vermelha - com registro apenas de danos materiais, e uma motocicleta conduzida por um mototaxista, e tendo como garupa, um Bombeiro Militar, que com o impacto ambos caíram ao solo, provocando lesões nas vítimas. Houve uma grande aglomeração de curiosos no local, e os acidentados foram socorridos pela equipe do Corpo de Bombeiros e encaminhados para uma unidade de saúde. Posteriormente, equipe do policiamento de trânsito realizaria os procedimentos cabíveis de uma perícia.  Fotos: Renato Carlos.  MATÉRIA EM ATUALIZAÇÃO! Da Redação. Colaboração: Re

Suspeito de matar pastor em culto no Distrito Federal é preso em Parnaíba

Segundo a Polícia Civil, pastor Francisco Antônio dos Santos Marques, de 35 anos de idade, estava ajoelhado e orando quando foi baleado pelas costas Imagem meramente ilustrativa. - Google. Um homem identificado como Edilson dos Santos Gomes foi preso pela Polícia Civil do DF em Parnaíba, litoral do Piauí, suspeito de matar o pastor Francisco Antônio dos Santos Marques, de 35 anos de idade. O crime aconteceu no dia 4 de outubro em Águas Claras, no Distrito Federal. Edilson dos Santos Gomes (acusado) - Foto: Juciê Machado/TV Costa Norte. Segundo a Polícia Civil, o suspeito é natural de Parnaíba, e foi preso na manhã desta terça-feira (24/11) na casa onde estava morando, no bairro Pindorama. Ele será encaminhado para um presídio do Distrito Federal. O crime O caso aconteceu por volta das 10h, enquanto o religioso celebrava um culto. De acordo com a Polícia Civil, ele estava ajoelhado e orando quando foi atingido. O autor dos disparos entrou no templo e atirou contra ele, pelas costas. Uma

Caixas de som e armas brancas são apreendidas durante operação policial em Parnaíba

A operação teve por objetivo coibir a prática de ações delituosas, visando assim a tranquilidade da população parnaibana Durante dois dias, 20 e 21 de novembro, das 18h à 0h, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar em Parnaíba (Força Tática, ROCAM e PPTRAN) realizaram a Operação Impacto/Sossego, tendo por objetivo buscar armas, drogas ou veículos com restrições, coibindo a prática de ações delituosas, visando assim a tranquilidade da população parnaibana. Os policiais estiveram em diversos bairros da cidade onde a mancha criminal aponta dia e horário de maiores probabilidades de incidências criminosas, bem como atuar na pertubação do sossego público que se agrava nos finais de semana. As ocorrências de som em volume alto ocupam quase sempre o topo das chamadas para o 190 nos fins de semana. Durante a operação foram abordadas 98 pessoas; 13 motociclistas; e 06 automóveis. Ainda foram realizados 06 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) por pertubação do sossego. Houve

Homem é preso acusado de tráfico de drogas em Parnaíba

No momento da abordagem os policiais encontraram o acusado cortando e embalando substâncias análogas à maconha Durante policiamento ostensivo e após receberem informações contínuas de que estava acontecendo um intenso tráfico de drogas, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar (BPM) conseguiram prender nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (25), um jovem identificado como Gustavo Nascimento de Jesus, de 19 anos de idade. No local, os PMs foram recebidos pela companheira de 'Gustavim', Thais Galeno, permitindo a entrada dos policiais. Em um dos cômodos, os agentes encontraram o acusado cortando e embalando substâncias análogas à maconha. Foram apreendidas 47 porções prontas para venda e algumas gramas sendo cortadas. Fotos: Reprodução WhatsApp. Foi dado voz de prisão ao indivíduo e conduzido à Central de Flagrantes para os procedimentos cabíveis. Da Redação. Edição: Eduardo Machado.

Ciclista morre atropelada na PI-116, no bairro Santa Isabel, em Parnaíba

A vítima foi atropelada por um caminhão; motorista evadiu-se do local Uma ciclista identificada como Andrea Lima dos Reis, de 23 anos de idade, morreu atropelada por um caminhão, na tarde desta segunda-feira (23/11), na PI-116, no bairro Santa Isabel, na cidade de Parnaíba. Andrea Lima dos Reis (vítima). - Foto: Reprodução WhatsApp. De acordo com a Polícia Militar, a jovem pedalava em sua bicicleta na companhia de outros ciclistas quando foi atingida pelo veículo. Após a colisão, o motorista do caminhão empreendeu fuga em direção à Praia da Pedra do Sal. Com o forte impacto, a vítima sofreu vários ferimentos graves. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) esteve no local e constatou o óbito. O Instituto de Medicina Legal (IML) foi acionado para fazer a remoção do corpo.  Fotos: Reprodução WhatsApp. A Polícia Militar segue em diligências para localizar o motorista que não prestou socorro à vítima. Da Redação. Edição: Eduardo Machado.