Pular para o conteúdo principal

Câmara recorre ao STF para anular buscas em gabinetes de deputados

Mesa Diretora entende que somente o Supremo pode autorizar medidas

Câmara dos Deputados.
Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

A Câmara dos Deputados entrou com duas ações no Supremo Tribunal Federal (STF) para anular buscas e apreensões feitas pela Polícia Federal (PF) nos gabinetes da deputada federal Rejane Dias (PT-PI) e do deputado federal Paulinho da Força (SD-SP). Os parlamentares são investigados pela Justiça em diferentes processos. As petições foram protocoladas ontem à noite.

Nas ações, a Mesa Diretora pede a anulação das buscas autorizadas pela primeira instância da Justiça por entender que somente o STF pode autorizar as medidas. Segundo a Casa, as buscas interferem no “pleno exercício do mandato parlamentar”.

A polêmica ocorre porque não está claro se a primeira instância do Judiciário pode determinar buscas nas dependências do Congresso. A dúvida ocorre após a decisão do Supremo que restringiu o foro privilegiado de deputados e senadores aos crimes cometidos durante o mandato. 

Rejane Dias

Na busca envolvendo a deputada, a Justiça Federal do Piauí pediu autorização à ministra Rosa Weber para determinar as buscas, mas a magistrada devolveu o pedido para que o juiz local decidisse conforme sua convicção. No caso de Paulinho da Força, a busca foi autorizada diretamente pela Justiça Eleitoral de São Paulo. 

Ontem (27), o gabinete da deputada Rejane Dias foi alvo de buscas pelos agentes da PF em uma investigação sobre supostos desvios no Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate), que teriam ocorrido quando a deputada era secretária de Educação. 

Após a operação, Rejane Dias disse que recebeu com tranquilidade os desdobramentos da operação. Em nota, acrescentou que, "como desde o início, permanece à disposição para esclarecimentos a todas essas alegações", e que, durante seu exercício à frente da Secretaria de Educação, "sempre se portou em observância às leis, tendo em vista a melhoria dos índices educacionais e a ampliação do acesso à educação dos piauienses".

Paulinho da Força

No dia 14 de julho, o gabinete do deputado Paulinho da Força também foi alvo de buscas. O parlamentar é investigado pelo suposto cometimento de crimes eleitorais. Segundo as investigações, existem indícios de que o deputado recebeu R$ 1,7 milhão em doações eleitorais não contabilizadas em 2010 e 2012. As acusações foram feitas por ex-executivos do grupo J&F em acordo de colaboração premiada. 

Em nota divulgada após as buscas, Paulinho disse que “desconhece os fatos apurados” e que soube das investigações “pela imprensa”. “Caso os mandados digam de fato respeito a alegado caixa dois dos anos de 2010 e 2012, a partir da delação da JBS, conforme notícias veiculadas, o deputado lamenta o ocorrido na data de hoje tendo em vista que já são passados 10 anos desde os fatos apontados, sendo que suas contas das eleições de 2010 e 2012 foram aprovadas regularmente pela Justiça Eleitoral”.

José Serra

Na semana passada, em outro caso envolvendo uma investigação contra parlamentar, o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, suspendeu uma ordem de busca e apreensão no gabinete do senador José Serra (PSDB-SP), que havia sido determinada pela primeira instância da Justiça Eleitoral de São Paulo. 

Segundo as investigações do Ministério Público, que tiveram como base o depoimento de colaboradores, “fundados indícios” apontam que Serra teria recebido doações eleitorais não contabilizadas (caixa 2) de R$ 5 milhões na campanha ao Senado em 2014.

Por nota, José Serra diz que foi “surpreendido” pela ação “com nova e abusiva operação de busca e apreensão em seus endereços, dois dos quais já haviam sido vasculhados há menos de 20 dias pela Polícia Federal”.

Reportagem: André Richter/Agência Brasil
Edição: Fábio Massalli/Agência Brasil e Eduardo Machado

Comentários

Postagens mais visitadas deste site.

Acidente deixa duas pessoas feridas em cruzamento perigoso de Parnaíba

Houve registro apenas de danos materiais, e os acidentados foram atendidos pela equipe do Corpo de Bombeiros Um acidente aconteceu por volta das 7h50 desta segunda-feira (23/11), horário de muito movimento no cruzamento das ruas Santana e Ricardo Rodrigues Coimbra, no bairro Piauí, em Parnaíba. Não houve o registro de óbitos, apenas danos materiais, e vítimas lesionadas. O fato aconteceu envolvendo um automóvel marca/modelo Toyota Etios de cor vermelha - com registro apenas de danos materiais, e uma motocicleta conduzida por um mototaxista, e tendo como garupa, um Bombeiro Militar, que com o impacto ambos caíram ao solo, provocando lesões nas vítimas. Houve uma grande aglomeração de curiosos no local, e os acidentados foram socorridos pela equipe do Corpo de Bombeiros e encaminhados para uma unidade de saúde. Posteriormente, equipe do policiamento de trânsito realizaria os procedimentos cabíveis de uma perícia.  Fotos: Renato Carlos.  MATÉRIA EM ATUALIZAÇÃO! Da Redação. Colaboração: Re

Polícia Civil realiza prisões durante operação em Parnaíba

Na oportunidade os policiais cumpriram três mandados de busca e apreensão domiciliar e conseguiram efetuar a prisão de duas pessoas suspeitas de homicídio Foto: G1 Piauí. A Polícia Civil do Piauí deflagrou nas primeiras horas desta sexta-feira (20/11), operação para dar cumprimento a mandados de busca e apreensão e realizar prisões de pessoas envolvidas com homicídios e tráfico de drogas na cidade de Parnaíba. Na oportunidade os policiais cumpriram três mandados de busca e apreensão domiciliar e conseguiram efetuar a prisão de duas pessoas suspeitas de homicídio. Um dos presos foi identificado pelas iniciais de I. G da S. F e é suspeito de ter matado a tiros a vítima David dos Santos, fato ocorrido em 15/09/2020 em Parnaíba. O outro preso foi identificado como sendo a pessoa de iniciais D. R. S. M. A prisão ocorreu em Teresina por policiais civis da Gerência de Polícia do Interior – GPI. Ele é suspeito de ter praticado um homicídio que vitimou Antonio Kécio Nunes dos Santos, o qual foi

Detentos da Penitenciária de Parnaíba realizaram limpeza da área externa da unidade penal

Essa é uma oportunidade que a unidade dá para que eles possam ser reintegrados à sociedade Detentos da Penitenciária Mista Juiz Nonon de Moura Fontes Ibiapina, em Parnaíba, realizaram a limpeza do perímetro externo da unidade penal. Cerca de 20 internos fizeram o trabalho, na última semana. É uma ação que vem dando certo, com iniciativa da Secretaria de Justiça do Piauí, que vem utilizando a mão de obra dos detentos, ocupando o tempo deles com trabalho e reduzindo os gastos para a manutenção do presídio. Fotos: Reprodução rede social. O trabalho foi realizado sob a vigilância da gerência da unidade prisional e dos policiais penais. Os custodiados capinaram a área de acesso à Penitenciária.  Edição: Eduardo Machado.

Homem é encontrado morto com perfuração no peito em via pública de Parnaíba

O Instituo de Medicina Lega (IML) foi acionado para fazer a remoção do corpo; até o momento ninguém foi preso O corpo de um homem identificado como Marcos Jones Nazário da Silva foi encontrado na manhã deste sábado (21/11), na Rua João Romão, bairro Reis Veloso, em Parnaíba, no Norte do Piauí. A vítima foi encontrada morta por volta de 5h, por moradores da região. Segundo informações, o corpo possuía uma perfuração de faca, na altura do abdômen. A vítima é um ex-presidiário beneficiado pelo regime semiaberto.  Marcos Jones Nazário da Silva (vítima). - Foto: Portal do Catita. Fotos: Reprodução WhatsApp. O corpo foi removido pelo Instituto de Medicina Legal (IML) de Parnaíba. A Polícia Civil irá investigar o caso. Até o momento, ninguém foi preso. Edição: Eduardo Machado

Caixas de som e armas brancas são apreendidas durante operação policial em Parnaíba

A operação teve por objetivo coibir a prática de ações delituosas, visando assim a tranquilidade da população parnaibana Durante dois dias, 20 e 21 de novembro, das 18h à 0h, policiais militares do 2º Batalhão de Polícia Militar em Parnaíba (Força Tática, ROCAM e PPTRAN) realizaram a Operação Impacto/Sossego, tendo por objetivo buscar armas, drogas ou veículos com restrições, coibindo a prática de ações delituosas, visando assim a tranquilidade da população parnaibana. Os policiais estiveram em diversos bairros da cidade onde a mancha criminal aponta dia e horário de maiores probabilidades de incidências criminosas, bem como atuar na pertubação do sossego público que se agrava nos finais de semana. As ocorrências de som em volume alto ocupam quase sempre o topo das chamadas para o 190 nos fins de semana. Durante a operação foram abordadas 98 pessoas; 13 motociclistas; e 06 automóveis. Ainda foram realizados 06 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) por pertubação do sossego. Houve