Pular para o conteúdo principal

TERESINA: Polícia Federal cumpre mandados na sede do PSC e no Portal ClubeSat

A operação realizada em Teresina tem relação com o afastamento imediato do governador Wilson Witzel (PSC).

Polícia Federal cumpre mandados em um portal de notícias de Teresina. - Foto: Portal Meio Norte.

A Polícia Federal e a Procuradoria Geral da República, com apoio da Receita Federal, deflagraram, na manhã desta sexta-feira, 28 de agosto, a Operação TRIS IN IDEM, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa voltada ao desvio de recursos públicos, especialmente em contratos firmados para gestão de saúde e para o combate à pandemia da Covid-19. Também foram identificados atos de "lavagem de dinheiro" por parte da organização.

Em Teresina, a Polícia Federal realizou o cumprimento de 12 mandados de busca e apreensão na sede do Partido Social Cristão (PSC), na Rua Rio Grande do Sul, no Ilhotas e no portal de notícias ClubeSat, na Avenida Frei Serafim.

De acordo com informações, a operação realizada em Teresina tem relação com o afastamento imediato do governador Wilson Witzel (PSC) do cargo por irregularidades em contratos na saúde realizado também na manhã de hoje. A ordem do afastamento se deu através do Superior Tribunal de Justiça.

A Operação de hoje decorre da Operação Placebo, deflagrada no mês de maio deste ano a partir de elementos colhidos na Operação Favorito, deflagrada pela PF, no mesmo mês, voltada para apurar atos de corrupção na prestação de serviços de implantação de leitos em Hospitais de Campanha e no fornecimento de ventiladores pulmonares e medicamentos. Com o prosseguimento das investigações, novos elementos de prova foram obtidos, e fundamentaram a representação por novas medidas cautelares junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Na operação, participam aproximadamente 380 Policiais Federais que dão cumprimento a seis mandados de prisão preventiva, dez mandados de prisão temporária, e 82 mandados de busca e apreensão, nos Estados de Alagoas, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Sergipe, São Paulo e Piauí, além do Distrito Federal. Também existem ações de cooperação policial internacional com medidas sendo cumpridas no Uruguai. Além disso, foram determinadas, pela Justiça, outras medidas diversas da prisão, tais como suspensão do exercício de função pública, proibição de contatos e de acesso a determinados locais.

Os investigados responderão na medida de suas participações, pelos crimes de organização criminosa, da Lei 12.850/2013; peculato, corrupção ativa e corrupção passiva, previstos no Código Penal Brasileiro; e "lavagem de dinheiro", da Lei 9.613/1998.

Wilson Witzel e Valter Alencar

Valter Alencar e Wilson Witzel. - Foto: Portal Meio Norte.

Em abril desse ano, a Procuradoria Geral da República pediu a abertura de um inquérito sobre Wilson Witzel no Superior Tribunal de Justiça — a suspeita é de que um aliado teria nomeado funcionários "fantasmas" no governo do Rio para desviar recursos públicos. O aliado é o advogado piauiense Valter Alencar, candidato derrotado ao governo do Estado em 2018 e nomeado assessor especial do governador do Rio no início de 2019, segundo informa a matéria do site Antagonista.

Segundo a PGR, o governo fluminense teria contratado sete pessoas ligadas a Alencar, incluindo um filho dele e sobrinhos, e há indícios de que eles teriam mantido suas atividades no Piauí –ou seja, seriam "fantasmas".

NOTA DE VALTER ALENCAR À IMPRENSA.

"Tal operação trata-se de uma ramificação das investigações que estão ocorrendo no Governo do Rio de Janeiro, que é do mesmo partido político. Estou tranquilo e colaborando com o trabalho da polícia, que visa combater a corrupção no Brasil, em um momento tão complicado de pandemia. Confio na Justiça e no meu direito de defesa."

Fonte: Portal Meio Norte.
Edição: In Foco.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS VISITADAS NA ÚLTIMA SEMANA

Polícia Civil deflagra Operação Contraordem II e prende pessoas em Parnaíba

A operação teve como foco o combate à criminalidade organizada violenta Por Eduardo Machado, In Foco. 17h01 A Polícia Civil do estado do Piauí, em ação conjunta com o Ministério Público, deflagrou na manhã desta terça-feira (15/06), a Operação Contraordem II. A operação teve como foco o combate à criminalidade organizada violenta. Equipes de várias unidades da Polícia Civil estiveram em diligências para dar cumprimento a trinta e quatro (34) mandados de prisão preventiva e diversos mandados de busca e apreensão nas cidades de Teresina, Amarante, Campo Maior e Parnaíba, no Piauí, além da cidade de Timon, no Maranhão. A Operação Contraordem II contou com o apoio da Secretaria de Justiça do Piauí e Polícia Civil de Timon (MA). Em Parnaíba, a operação contou com apoio da Delegacia de Combate a Homicídios, Tráfico de Drogas e Latrocínio (DHTL), que prendeu dois (02) indivíduos em cumprimento a mandado de prsião e dois (02) em flagrante por tráfico de drogas. Fotos: Divulgação/Polícia Civil.

Em Parnaíba, empresários são presos na BR 343 acusados de apropriação indébita

Os três homens de 56 e 43 anos tentaram passar com o veículo através de uma estrada vicinal desviando da Unidade Operacional da PRF Por Eduardo Machado, In Foco. 19h45. Policiais Rodoviários Federais prenderam na manhã desta terça-feira (15/06) três homens acusados do crime de apropriação indébita. A ação foi desencadeada quando os policiais abordaram o trio na rodovia BR 343 em Parnaíba, litoral do Piauí. Os policiais desconfiaram dos três empresários de 56 e 43 anos que estavam na posse do veículo marca/modelo Volkswagen/Virtus, quando eles tentaram passar pelo desvio da Unidade Operacional da PRF em uma estrada vicinal. Foi detectado que o veículo possuía registro de apropriação indébita datado de 08 de junho de 2021 no estado do Rio de Janeiro. Fotos: Divulgação/PRF. Um dos homens se identificou como responsável pelo veículo que pertence a uma empresa de locação, porém não apresentou contrato de locação do bem. Além disso informou que o veículo havia sido emprestado por um amigo na

Homem é conduzido à delegacia acusado de agredir com facão o próprio tio no litoral do Piauí

Diante dos fatos, acusado e vítima foram conduzidos à delegacia Por Eduardo Machado, In Foco. 08h28. Por volta das 17h15 deste domingo (13/06), a Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de agressão, onde um homem estava armado com um facão agredindo seu próprio tio. O caso ocorreu na Rua Amarante, bairro Atalaia, em Luís Correia, litoral do Piauí. De acordo com informações da Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTur), os PM's foram acionados via Central de Operações Policiais Militares (Copom), onde a denunciante informava que estava havendo uma briga no endereço citado. Uma guarnição da PM que estava fazendo rondas na região, imediatamente chegou ao local. Segundo a vítima, que é tio do agressor, na manhã de ontem, o seu sobrinho teria agredido-o com arma branca e sendo lesionado em várias partes do corpo. Após a confusão, ele foi procurar atendimento médico. Ao retornar para casa no final da tarde, a vítima foi surpreendida pelo seu sobrinho, e

Após repercussão, 'Seu João Claudino' não constará mais como complemento ao nome Porto das Barcas

O museu do local receberá o nome do empresário que merece todo respeito e admiração pela sua trajetória Por Eduardo Machado, In Foco. 19h49. - última atualização: às 20h43. Entrada de acesso ao Complexo Turístico Porto das Barcas. - Foto: Arquivo/In Foco. Após forte clamor da população parnaibana por meio da Câmara Municipal de Parnaíba, o secretário de cultura do estado do Piauí, o deputado estadual Fábio Novo, anunciou que o nome do Complexo Turístico Porto das Barcas, não constará mais com o nome no complemento do empresário João Fernandes Claudino. O anúncio foi feito no início da tarde desta segunda-feira (14/06). VEJA MATÉRIA RELACIONADA: Fábio Novo fala em Tribuna Livre da CMP sobre complemento ao nome Porto das Barcas. Fábio Novo ressaltou que a decisão foi feita em comum acordo com familiares do empresário, juntamente com os assessores técnicos da Secretaria Estadual de Cultura (Secult) e também com respeito a Câmara Municipal de Parnaíba que ecoou o apelo em nome dos munícipe

Jovem sanfoneiro morre após mal súbito no litoral do Piauí

O sanfoneiro Fábio Junior passou mal enquanto cumpria agenda em um evento particular no município do litoral piauiense Por Eduardo Machado, In Foco. / Colaboração: Portal Meio Norte. 16h16. Sanfoneiro Fábio Júnior. - Foto: Reprodução/Instagram. O cantor e sanfoneiro Fábio Júnior, de 24 anos, morreu na madrugada deste sábado (19/06) após sofrer um mal súbito em Luís Correia, litoral do Piauí. O artista estava em agenda artística, cumprindo um show particular na região. De acordo com informações, Fábio começou a passar mal por volta das 3h da madrugada e morreu em seguida. A causa da morte ainda não foi confirmada pelas autoridades. Fãs, amigos e admiradores de Fábio Júnior demonstraram apoio à família e amigos neste momento tão difícil. O jovem era apaixonado pelo instrumento, a sanfona, e também cantava muito bem. Seu estilo era o forró. Fabim, como era conhecido por seu público, postou stories no Instagram momentos antes da tragédia. O artista fazia covers nas redes sociais de músicas