CCJ aprova Kassio Marques para o Supremo; indicação segue para votação em Plenário

Kassio foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro 
CCJ aprova Kassio Marques para o Supremo; indicação segue para votação em Plenário . Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado.
O desembargador Kassio Nunes Marques venceu a primeira etapa na busca de uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). Por 22 votos favoráveis e cinco contrários, ele foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) nesta quarta-feira (21) e agora deverá passar pelo crivo do Plenário, onde precisará do apoio de pelo menos 41 senadores. 

Piauiense de 48 anos de idade, o desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (MSF 59/2020) para ocupar a vaga deixada pelo ex-ministro Celso de Mello. A relatoria da indicação na CCJ ficou a cargo do senador Eduardo Braga (MDB-AM), que não participou da sabatina por estar com coronavírus. O voto foi lido por Rodrigo Pacheco (DEM-MG). 

Kassio Marques respondeu aos senadores durante dez horas. Além de expor sua opinião sobre temas polêmicos como aborto e prisão após a condenação em segunda instância, teve de dar explicações sobre seu currículo: defendeu-se de acusações de que teria cometido plágio em sua dissertação de mestrado e justificou as representações contra ele no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por lentidão no julgamento de processos. 
Com informações: Agência Senado.
Edição: Eduardo Machado/In Foco.

Comentários