Faixas de pedestres sem manutenção trazem risco a usuários em Parnaíba

Em alguns lugares, as faixas estão parcialmente apagadas

Por Eduardo Machado, In Foco.
10h52.
Faixa de pedestre em um local de pouca movimentação de transeuntes na Av. São Sebastião. - Foto: arquivo/In Foco.
Apagadas, falhadas ou em locais inapropriados, enquanto onde precisa não existe. Esses são exemplos das faixas de pedestres em alguns logradouros de Parnaíba. Para a segurança de motoristas e de pedestres, o CTB (Código de Trânsito Brasileiro) prevê entre as sinalizações horizontais a pintura das travessias. 

Como o próprio nome diz, faixas de segurança são sinalizações fundamentais para garantir que o pedestre atravesse a rua em segurança. Ela é um item muito importante para a prevenção de acidentes envolvendo veículos automotores e pedestres. A falta de sinalização está presente em vários locais, principalmente nas áreas centrais, e avenidas mais movimentadas de Parnaíba.
Faixa de pedestre em um local de pouca movimentação de transeuntes na Av. São Sebastião. - Foto: arquivo/In Foco.
Segundo o artigo 71 do Código de Trânsito Brasileiro, “o órgão ou a entidade com circunscrição sobre a via deve manter, obrigatoriamente, faixas e passagens de pedestres em boas condições de visibilidade, higiene, segurança e sinalização”, ou seja, é uma obrigação do órgão de trânsito municipal manter essa sinalização em condição adequada para promoção da segurança do pedestre.
Continua depois da publicidade.
Em Parnaíba, é de competência da Secretaria de Transportes, Trânsito e Articulação com as Forças de Segurança, que tem como secretário o Sr. Maurício Machado, fazer a manutenção e investir na sinalização de ruas e avenidas da cidade.

A redação do In Foco está à disposição para esclarecimento por parte da secretaria, caso queira se pronunciar sobre o assunto. 

Comentários