Pular para o conteúdo principal

Brasil anuncia acordo para produção de vacina contra Covid-19

Acordo prevê transferência de tecnologia ao País e a produção nacional das vacinas

Coletiva de Imprensa com representantes do Ministério da Saúde - Foto: Carolina Antunesl/PR
O Ministério da Saúde anunciou o avanço no acordo de cooperação Brasil - Reino Unido para a produção de vacinas contra a Covid-19 e a transferência de tecnologia para o País. A informação foi dada durante coletiva de imprensa, neste sábado (27), no Palácio do Planalto. 

De acordo com o secretário-executivo da Saúde, Elcio Franco, o Governo Federal enviou resposta à embaixada Britânica e ao presidente do laboratório AstraZeneca aceitando a proposta de acordo de cooperação no desenvolvimento tecnológico e acesso do Brasil à vacina para Covid-19. Pelo acordo, estão previstas a compra de lotes da vacina e a transferência de tecnologia. 

Elcio ressaltou que o desenvolvimento da chamada vacina de Oxford está em estado avançado e se mostra uma das mais promissoras do mundo. "Isso coloca o Brasil numa situação de liderança mundial contra essa pandemia", afirmou.

Ele explicou também que a transferência de tecnologia vai além do reconhecimento mundial brasileiro, pois possibilita a autonomia do País na produção. "Com a transferência da tecnologia teremos autonomia na produção". 

Segundo o Ministério da Saúde, a previsão é de que as primeiras doses sejam disponibilizadas em dezembro deste ano e janeiro de 2021. A pasta explicou que, por essa razão, o acordo é dividido em duas fases. O ministério assumiu o risco da compra dessas primeiras doses (30 milhões de doses) mesmo sem demonstrada a eficácia. "O risco é necessário por conta do momento que vivemos e da urgência que temos da retomada de crescimento do País e de segurança pública". 

Assim, a segunda fase do acordo prevê a encomenda de mais lotes (70 milhões de doses), no entanto isso vai depender da comprovação da eficácia e segurança da vacina para a população brasileira. Momento em que será disponibilizado para todo o País, priorizando os grupos de risco - idosos e pessoas com comorbidades de saúde, como problemas no coração, diabetes e outras doenças. 

A vacina é desenvolvida pela Universidade de Oxford e pela AstraZeneca, sendo uma das mais promissoras no mundo. No Brasil, a tecnologia será desenvolvida pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), fundação do Ministério da Saúde.

O acordo

O acordo, quando celebrado, prevê a transferência de tecnologia de formulação, o envase e o controle de qualidade. Será utilizada a previsão legal de encomenda tecnológica prevista na lei nº 10.973, de 2004, e amparada na lei de licitações, a 8.666, de 1993. O acordo tem duas etapas. Começa com uma encomenda em que o Brasil assume também os riscos da pesquisa. Ou seja, será paga pela tecnologia mesmo não tendo os resultados dos ensaios clínicos finais.

Em uma segunda fase, caso a vacina se mostre eficaz e segura, será ampliada a compra. Nessa fase inicial, de risco assumido, serão 30,4 milhões de doses da vacina, no valor total de US$ 127 milhões, incluídos os custos de transferência da tecnologia e do processo produtivo da Fiocruz, estimados em US$ 30 milhões. Os dois lotes a serem disponibilizados à Fiocruz, de 15,2 milhões de doses cada, deverão ser entregues em dezembro de 2020 e janeiro de 2021.

O Governo Federal considera que esse risco de pesquisa e produção é necessário devido a urgência pela busca de uma solução efetiva para manutenção da saúde pública e segurança para a retomada do crescimento brasileiro. Se a vacina for segura e eficaz e tiver o registro no Brasil, serão mais 70 milhões de doses, no valor estimado em US$ 2,30 por dose.

Com o acordo que será firmado, o Brasil se coloca na liderança do desenvolvimento da vacina contra o coronavírus. A iniciativa, assim, não apenas garante que o produto esteja à disposição, mas dará autonomia brasileira na produção.

FONTE: Governo do Brasil
EDIÇÃO: Eduardo Machado




Comentários

Postagens mais visitadas deste site.

Casa Freitas anuncia loja em Parnaíba e já está recebendo currículo

A Casa Freitas se juntará a outros grandes empreendimentos que chegaram recentemente na cidadeA Casa Freitas, uma loja de departamentos que oferece a mais completa variedade de produtos para os seus clientes anuncia sua instalação em Parnaíba. O município mesmo em meio a uma pandemia, segue mostrando sua força no norte do Piauí e numa região que abrande vários municípios do Maranhão e Ceará. Fundada em 1959, a empresa abrirá uma filial na cidade, contribuindo para mais geração de emprego e renda. A empresa que conta com cerca de 20 lojas distribuídas em três estados nordestinos e um nortista oferece mais de 50 mil itens em utilidades para o lar, decoração e brinquedos. A proximidade aos consumidores, lojas amplas e climatizadas e a facilidade de pagamento são fatores que impactam na permanência da Casa Freitas como representante do segmento. A Casa Freitas se juntará a outros grandes empreendimentos que chegaram recentemente na cidade, como Assaí Atacadista, Mix Atacarejo, Drogaria Drog…

Homem é assassinado a tiros em rua de Parnaíba

O Instituto de Medicina Legal foi acionado para remover o corpo da vítima Um homem identificado apenas como "Maranhão" foi assassinado com vários disparos de arma de fogo na manhã desta sexta-feira (16/10) em Parnaíba, no litoral piauiense.
Uma guarnição da Polícia Militar foi acionada por volta das 7h30 após populares escutarem disparos de arma de fogo e encontrarem o corpo da vítima em via pública, na Rua Projetada 72, no bairro Frei Higino. O indivíduo foi atingido por três tiros, sendo um na cabeça, um no braço esquerdo e outro abaixo do braço esquerdo. Próximo ao corpo foi encontrado um galo, uma sacola com mangas e uma faca. "Há a suspeita de que ele teria furtado essas coisas, mas isso tem que ser confirmado pela Polícia Civil", informou um perito do Instituto de Medicinal Legal (IML) ao G1 Piauí.
A Polícia Militar fez o isolamento do local. O Instituto de Medicina Legal foi acionado para remover o corpo, do local. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Da R…

Smart Fit chega à Parnaíba; prefeito participa de pré-inauguração

A Smart Fit é a maior rede de academias da América Latina Na manhã deste sábado (17/10), o prefeito de Parnaíba, Francisco de Assis de Moraes Souza "Mão Santa", participou da cerimônia de pré-inauguração da mais nova e moderna academia de ginástica em Parnaíba. A empresa Smart Fit juntamente com os empresários Paulo Lages e Léo Lages acreditaram na potencialidade da cidade e viram a oportunidade de crescimento de uma empresa já consolidada mundialmente.
Veja matéria relacionada: NOVIDADE / Em breve, Parnaíba ganhará uma unidade da Smart Fit

A Smart Fit, maior rede de academias da América Latina, segue expandindo sua atuação pelo Brasil e instala sua primeira unidade no Norte do Piauí, em Parnaíba. A nova academia, está localizada na Avenida São Sebastião, no bairro Reis Veloso, região nobre da cidade, próxima de Universidade, Shopping, Atacarejo, Pousadas e pontos de alimentação.
Com 11 anos de atividades, a rede de academias Smart Fit conta com mais de 800 unidades distribuídas …

Governador do Piauí determina ações para diminuir disseminação da Covid-19

Será montado um relatório para implantar ações específicas por região e reforçada atenção junto a partidos políticos O governador Wellington Dias reuniu, nesta sexta-feira (16), em ambiente virtual, o Comitê de Operações Especiais (COE) Ampliado, para discutir novas medidas de controle ao coronavírus. O chefe do executivo estadual determinou à Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) que volte a atenção para São Raimundo Nonato, onde a ocupação de vagas na UTI chegou a 100% nesta sexta-feira. Em Teresina, os números indicam estabilidade nos casos e mortes pela Covid-19. Dias solicitou ao COE um relatório detalhado indicando quais municípios registram maiores índices de infecção pelo coronavírus. A ideia é planejar medidas específicas e isoladas para as áreas mais críticas.
Veja também: Sesapi e COE investigarão causas do crescimento no número de óbitos por Covid-19 no Piauí

Como ações imediatas, o Comitê Ampliado definiu que os partidos políticos devem ser convocados para reunião com repres…

Caminhão com carga de tijolos tomba em rodovia no litoral do Piauí

O motorista pode ter perdido o controle do caminhão por causa de bancos de areia que invadem a via Na madrugada deste sábado (17/10), um caminhão carregado de tijolos tombou na PI 113, em Luís Correia, no litoral piauiense. 
De acordo com informações, o acidente ocorreu por volta das 3h da madrugada deste sábado na estrada que liga a cidade de Luis Correia a praia de Macapá. O veículo tombou após o condutor do caminhão, que ainda não foi identificado, perder o controle do veículo, em decorrência  das dunas que avançam sobre a pista.  O carregamento de tijolos e o veículo ficaram praticamente destruídos e a pista ficou interditada nos dois sentidos. Uma viatura da Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTur) esteve no local orientando o trânsito e aguardando a liberação da rodovia. Da Redação. Edição: Eduardo Machado/In Foco.