Pular para o conteúdo principal

Governador do Piauí discute retomada de atividades das autoescolas

Wellington autorizou o funcionamento das aulas remotas, assim como estão trabalhando as instituições de educação

Wellington Dias tratou sobre a retomada das atividades nas autoescolas do Piauí.
Foto: Governo do Piauí

O governador Wellington Dias tratou, nesta segunda-feira (20), sobre a retomada das atividades nas autoescolas do Piauí com representantes do setor; com o diretor do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Arão Lobão, e equipe técnica do governo.

De acordo com o Pacto de Retomada Organizada – Pro Piauí, as autoescolas estão inseridas no setor de educação, portanto, só voltariam a funcionar em setembro, com as demais escolas, mas os representantes alegam que, por serem vinculadas ao Detran, devem retornar junto com o órgão, em agosto.

“Somos mais de 150 empresas em todo o estado e queremos ser colocados no setor da administração pública, já que somos ligados ao Detran, pois temos as condições de funcionamento seguindo todos os procedimentos exigidos pela Vigilância Sanitária de higienização e distanciamento das pessoas”, afirmou Djacira Vieira, proprietária de autoescola.

O diretor do Detran esclareceu que a deliberação do Contran e Denatran é para que as aulas teóricas sejam ministradas de forma online. “A regra dos órgãos federais ainda proíbe as aulas presenciais, bem como decreto estadual, mas já autoriza que as aulas sejam ministradas de forma remotas. Por meio da portaria de nº 110/2020, autorizamos as autoescolas a se credenciarem para que as aulas sejam online, utilizando a plataforma do Denatran”, explicou Arão Lobão.

Daniel Costa, também representando as autoescolas, disse ser possível manter os protocolos higiênico-sanitários. “Por se tratarem de pessoas adultas, podemos reduzir o número de alunos dentro das salas de aula, seguindo as orientações da Vigilância Sanitária”, defende o empresário.

No entanto, a diretora da Diretoria da Vigilância Sanitária do Estado (Divisa), Tatiana Chaves, afirmou que, em relação ao risco epidemiológico, as autoescolas são consideradas como ambiente escolar. “Precisamos esperar a próxima avaliação a partir dos segmentos que já foram autorizados a abrir, para darmos uma posição sobre a reabertura das autoescolas, é a forma mais prudente, pois o segmento não atende a métrica proposta deste momento, no qual só é autorizado até cinco pessoas em ambiente fechado e até 10 pessoas em ambiente aberto”, ressaltou a diretora.

O governador autorizou, portanto, o funcionamento das aulas remotas, assim como estão trabalhando as instituições de educação. “Eles poderão também utilizar-se desse recurso, enquanto isso faremos uma avaliação daqui a 10 dias com relação à situação da transmissibilidade no estado que, felizmente, está caindo. Levaremos a solicitação das autoescolas ao nosso Comitê Pro Piauí para a análise com bastante sensibilidade, pois sabemos da situação dos empresários”, destacou Wellington.

Reportagem: Marília Andrade/Governo do Piauí
Edição: Eduardo Machado

Comentários