Pular para o conteúdo principal

Convenções partidárias podem ser realizadas a partir desta segunda-feira (31)

Legendas têm até dia 16 de setembro para oficializar candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador

Imagem meramente ilustrativa. - Google.

As convenções partidárias para as eleições municipais de novembro já podem ser realizadas a partir desta segunda-feira (31). O prazo para definir os candidatos aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador vai até o dia 16 de setembro, respeitando o novo calendário eleitoral prorrogado pela Emenda Constitucional 107/2020, em decorrência da pandemia de Covid-19.

Convenções partidárias são reuniões realizadas por partidos políticos, em que filiados e filiadas, com direito a voto, na forma do estatuto, escolhem os candidatos e candidatas que disputarão o pleito. Também é neste momento que o partido decide se vai participar da eleição majoritária (prefeitos e vice-prefeitos), proporcional (vereadores), ou ambas; sorteia os números com os quais os candidatos irão concorrer; entre outras decisões. Portanto, a convenção é uma das etapas mais relevantes do processo eleitoral.

A grande novidade para as eleições 2020 é que vários procedimentos - da convenção partidária ao registro das candidaturas - podem ser online, como forma de atender às recomendações médicas e sanitárias. Além da convenção virtual, será possível digitar a ata, registrar lista de presença, fazer cadastro dos candidatos e encaminhar tudo pela internet para a Justiça Eleitoral. O formato virtual também poderá ser adotado para a definição dos critérios de distribuição dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC). As legendas devem garantir ampla publicidade, a todos os seus filiados, das datas e medidas que serão adotadas.

As agremiações terão autonomia para utilizar as ferramentas tecnológicas que entenderem  ser mais adequadas para as convenções virtuais, desde que obedeçam aos prazos aplicáveis nas Eleições 2020 e às regras gerais da Lei nº 9.504/1997 (Lei das Eleições) e da Resolução TSE nº 23.609/2019, com as adaptações previstas quanto à abertura do livro-ata, registro de dados, lista de presença e respectivas assinaturas.

O Tribunal Superior Eleitoral elaborou materiais informativos para garantir a realização das convenções partidárias com segurança tanto para os servidores da Justiça Eleitoral, quanto para os membros dos partidos.


Ata

A Justiça Eleitoral definiu as formas de compatibilizar a realização das convenções por meio virtual com as exigências legais e regulamentares que permitem validar a veracidade das informações inseridas nas atas.

A Resolução TSE nº 23.623/2019 estabelece, entre outros pontos, que o módulo externo do Sistema de Candidaturas (CANDex) funcionará como livro-ata da convenção virtual, registrando-se diretamente na ferramenta as informações relativas à ata e à lista dos presentes.

Nesse modelo, a rubrica da Justiça Eleitoral é suprida pela cadeia de verificações de segurança do Sistema Candidaturas (Cand), que o torna capaz de reconhecer a autenticidade de quaisquer dados digitados no seu módulo externo e o usuário que os transmitiu. O partido que já dispõe de livro aberto e rubricado pela Justiça Eleitoral pode, a seu critério, utilizá-lo para registrar a ata da convenção e a lista de presença. As informações serão posteriormente inseridas no sistema CANDex.

Lista de presença

A lista de presença poderá ser registrada por diversos meios: assinatura eletrônica, registro de áudio e vídeo, coleta presencial, ou qualquer outro mecanismo que possibilite a efetiva identificação dos participantes e sua anuência com o conteúdo da ata. No caso da coleta presencial, devem ser observadas as leis e as regras sanitárias previstas na respectiva localidade.

Posteriormente, as atas serão publicadas no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no sistema de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais (DivulgaCandContas), conforme determinado pela Resolução nº 23.609/2019.

A ata e a lista de presentes deverão ser remetidas pelo Candex até 24 horas depois da convenção, e o partido deve conservar uma via da ata junto com a lista assinada pelos convencionais.

Antecedência

Realizar as convenções nos primeiros dias do início do prazo pode ser um fator facilitador para a organização dos partidos, já que após a convenção e o envio da ata, as agremiações já podem gerar e encaminhar o pedido de registro dos candidatos à Justiça Eleitoral.

O próprio presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, já ressaltou a necessidade de partidos e candidatos não deixarem para a última hora a apresentação dos requerimentos de registro de candidatura, cuja data-limite é o dia 26 de setembro, uma vez que a sobrecarga nos dois últimos dias pode gerar transtornos e impedir o envio pela internet.

A entrega da documentação pela internet expira às 8h do dia 26 de setembro. Após esse horário, a entrega terá que ser presencial e agendada, exigindo deslocamento ao cartório e os devidos cuidados sanitários. O agendamento para atendimento presencial será feito pelos meios informados por cada TRE e cartórios eleitorais, e estará disponível das 8h30 às 19h. O atendimento será marcado conforme a ordem de chegada dos pedidos - o interessado não poderá escolher o horário.

Depois de receber os requerimentos, a Justiça Eleitoral valida a documentação e a encaminha à Receita Federal para emitir o CNPJ. Tendo CNPJ e o registro, os candidatos já podem abrir conta corrente da campanha e estão aptos para iniciar a arrecadação de recursos após o dia 26 de setembro.

Fonte: Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Edição: In Foco.

Comentários

Postagens mais visitadas deste site.

Com lockdown parcial, veja o que funciona neste fim de semana no Piauí

O governador Wellington Dias decretou medidas mais restritivas até o dia 04 de março, para conter o avanço da covid-19 Por Eduardo Machado, In Foco. / Colaboração: Thais Guimarães, GP1. 08h05. Centro de Parnaíba. - Foto: Google. Na última terça-feira (23) o governador Wellington Dias (PT) assinou decreto determinando novas medidas restritivas em todo o estado até o dia 04 de março, para conter o avanço da covid-19 (coronavírus). Com isso, neste final de semana haverá lockdown parcial em todo o Piauí. MATÉRIA RELACIONADA: Governo do Piauí decreta toque de recolher e lockdown aos finais de semana. De acordo com o decreto, a partir das 00h deste sábado (27) até as 5h da segunda-feira (28) poderão funcionar no estado apenas as atividades essenciais. O governador também decretou toque de recolher todos os dias até o fim do decreto. Assim, das 23h as 5h de cada dia, a pessoa que estiver fora de casa sem justificativa aceitável será autuada pela polícia e pela Vigilância Sanitária. Veja o que

Criança morre afogada após cair dentro de piscina no litoral do Piauí

Segundo o Instituto de Medicina Legal (IML), a família estava almoçando quando a criança conseguiu ir até a piscina, sem ser vista Por Eduardo Machado, In Foco. / Colaboração: Lucas Marreiros, G1 PI. 07h48. Hospital Municipal Nossa Senhora da Conceição, em Luís Correia — Foto: TV Clube Uma criança do sexo masculino, de dois anos de idade, morreu afogada após cair dentro de uma piscina em Luís Correia, litoral do Piauí, neste domingo (28). De acordo com o Instituto de Medicina Legal (IML), o menino e a família estavam em uma casa veraneio quando o acidente aconteceu. Segundo o auxiliar de necropsia Robson Castilho, a família comemorava um aniversário e estava almoçando, quando perdeu a criança de vista. “Quando deram pela falta, que foram procurar, encontraram já na piscina”, disse. A criança chegou a ser levada para o Hospital Municipal Nossa Senhora da Conceição, em Luís Correia, mas não resistiu e foi a óbito.

Governo do Piauí prorroga decreto e toque de recolher agora vai começar às 22h

A decisão do governador se deu após reunião com membros do Comitê Ampliado de Operações Emergenciais (COE) Por Eduardo Machado, In Foco. / Colaboração: Thais Guimarães e Fábio Wellington, GP1. 19h21. - Última atualização às 19h40 Governador Wellington Dias. - Foto: Google. Após reunião com membros do Comitê Ampliado de Operações Emergenciais (COE) na tarde desta quarta-feira (03), o governador Wellington Dias (PT) decidiu prorrogar, com algumas alterações, o decreto que impõe medidas restritivas em todo o estado como forma de conter o avanço da covid-19 (coronavírus). A nova determinação vale até o dia 15 de março. Matéria relacionada: Governo do Piauí decreta toque de recolher e lockdown aos finais de semana. Continua depois da publicidade. Dentre as principais determinações está o lockdown parcial nos dois próximos finais de semana (06 e 07; 13 e 14 de março), ficando autorizados a funcionar apenas os serviços já determinados no decreto anterior. Uma alteração importante diz respeito

Polícia Militar reforça fiscalizações nas barreiras sanitárias no litoral do Piauí

As fiscalizações têm por objetivo apoiar a vigilância sanitária em cumprimento ao decreto estadual Por Eduardo Machado, In Foco. 14h30. Nas primeiras horas deste sábado (27), a Polícia Militar do Piauí intensificou o policiamento ostensivo no litoral do Piauí. A operação tem por objetivo apoiar a vigilância sanitária em cumprimento ao decreto estadual, que adotou medidas mais rígidas objetivando manter o isolamento social e impedir aglomerações. VEJA TAMBÉM: Prefeitura de Luís Correia determina fechamento de praias para excursões. Governo do Piauí decreta toque de recolher e lockdown aos finais de semana. Estão sendo feitas fiscalizações em ônibus de excursões com destino ao litoral, sendo proibido conforme decreto municipal de Luís Correia. Policiais Militares da Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTur), durante este período irão realizar rondas ostensivas em geral, no Centro da cidade e na zona rural de Luís Correia, como também no município de Cajueiro da Praia, inc

Cartão postal, Árvore Penteada é alvo de vandalismo no litoral do Piauí; vídeo

Vândalos estão cortando as raízes da árvore que é um destino turístico do município de Luís Correia Por Eduardo Machado, In Foco. 08h41. Árvore Penteada, em Luís Correia. - Foto: Reprodução/WhatsApp. A Árvore Penteada, um dos cartões postais naturais mais visitados do litoral do Piauí está sendo alvo de vandalismo, e tendo suas raízes cortadas. O ponto turístico fica situado entre as praias de Coqueiro e Maramar, às margens da PI-116, no município de Luís Correia. As denúncias do crime ambiental já foram encaminhadas à gerente do meio ambiente, Liliana Souza; que juntamente com a secretária de turismo, Marília Passos; e o líder comunitário da região, senhor 'Coré', foram ao local verificar o impacto da ação e adotar as medidas necessárias. Veja vídeo: Visitante grava as raízes cortadas. - Vídeo: Reprodução/WhatsApp. A Prefeitura de Luís Correia, através da Secretaria de Meio Ambiente, tem articulado junto ao Governo do Estado, projetos que tragam maior visibilidade à Árvore Pen