Pular para o conteúdo principal

Banco Central apresenta nova cédula de R$ 200

Nota tem coloração cinza e homenageia lobo-guará, ameaçado de extinção

Nova cédula de R$ 200. - Foto: Raphael Ribeiro/BCB.

O Banco Central apresentou nesta quarta-feira (2) a nova cédula de R$ 200, que passa a ter valor legal imediatamente e começa a circular conforme a demanda. Ao todo, serão disponibilizadas 450 milhões de unidades da nota até o fim do ano.

Para o presidente do BC, Roberto Campos Neto, a introdução da nova cédula era fundamental para evitar um eventual desabastecimento do papel-moeda frente ao aumento da demanda por dinheiro em espécie desde o início da pandemia do novo coronavírus.

“O momento singular que estamos vivendo trouxe os mais diversos desafios, e um deles foi um aumento expressivo na demanda da sociedade brasileira por dinheiro em espécie. O aumento foi verificado no Brasil desde o início da pandemia, mas não foi exclusividade do nosso país. Outras nações viveram fenômeno semelhante. Em momentos de incerteza, é natural que as pessoas busquem a garantia de uma reserva em dinheiro”, afirmou, durante o discurso de lançamento do novo modelo.

A cédula de R$ 200 traz cores cinza e sépia predominantes e homenageia o lobo-guará, animal típico da fauna do cerrado brasileiro, e atualmente ameaçado de extinção. A nota tem o mesmo formato e dimensões da cédula de R$ 20 (14,2cm x 6,5cm). A decisão de manter o formato, segundo o BC, é para melhor adaptação aos caixas eletrônicos e demais equipamentos automáticos que aceitam e fornecem cédulas de dinheiro.

“O Banco Central tem atuado durante todos estes meses e tem conseguido fornecer cédulas e moedas de modo a atender às necessidades da sociedade de forma adequada. Ainda assim, como estamos vivendo um momento sem precedentes na história, não há como prever se essa demanda por dinheiro em espécie continuará aumentando, e por quanto tempo. Esse momento, com essas necessidades, se mostrou oportuno para o lançamento de uma cédula de maior valor, cujo pré-projeto já existia desde o lançamento da segunda família de cédulas, em 2010”, acrescentou Campos Neto.

Ao também justificar a necessidade da nova cédula, a diretora de administração do BC, Carolina de Assis Barros, explicou que a estimativa de papel-moeda projetada pelo Banco Central tornaria inviável a reposição com a impressão de novas notas de R$ 100.

Segundo ela, os cálculos do BC, em análise conservadora, estimavam a necessidade de um adicional de R$ 105,9 bilhões, em valor financeiro, que precisaria ser gerado em um espaço de cinco meses. Isso sem contar as encomendas de novas cédulas e moedas previstas para o ano, da ordem de R$ 64 bilhões, também em valor financeiro.

“A Casa da Moeda do Brasil possui um parque fabril dimensionado para as necessidades brasileiras conforme o padrão histórico verificado até aqui. No entanto, a fim de gerar maior volume financeiro em menor espaço de tempo, imprimir cédulas de R$ 100 não seria uma alternativa factível, pois a capacidade de produção da referida denominação em 2020 já estava integralmente adquirida”, explicou a diretora.

Características

A cédula de R$ 200 é impressa em papel fiduciário, que tem uma textura mais firme e áspera que o papel comum. Pelo tato, é possível sentir um alto-relevo em algumas áreas da nota, como nas legendas “Banco Central do Brasil” e “República Federativa do Brasil”, nos numerais impressos na frente e no verso, na faixa vertical de folhas, nas flores e no fruto, na efígie da República (frente) e no lobo-guará (verso).

Sob luz ultravioleta, é possível enxergar o número 200 na frente e a numeração vermelha do verso aparece na cor amarela. Além disso, pequenos fios coloridos se tornam visíveis. Ao colocar a nota na altura dos olhos, na posição horizontal, é possível ver o número 200 sob o desenho de um arbusto, no canto direito inferior da cédula, em sua face frontal.

A marca-d'água da nova cédula permite visualizar, se colocada contra a luz, a figura de um lobo-guará e o número 200, em tons que variam do claro ao escuro. Também ao posicionar a cédula contra a luz, o fio de segurança fica visível, próximo ao meio da nota.

A partir desta quarta-feira e até o final de setembro, o governo federal vai veicular uma campanha publicitária de apresentação da nova cédula de R$ 200 nos meios de comunicação e na internet.

Reportagem: Pedro Rafael Vilela/Agência Brasil.
Edição: Driesinger, Welltonenise e Wellton Máximo/Agência Brasil e In Foco.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS VISITADAS NA ÚLTIMA SEMANA

Polícia Civil deflagra Operação Contraordem II e prende pessoas em Parnaíba

A operação teve como foco o combate à criminalidade organizada violenta Por Eduardo Machado, In Foco. 17h01 A Polícia Civil do estado do Piauí, em ação conjunta com o Ministério Público, deflagrou na manhã desta terça-feira (15/06), a Operação Contraordem II. A operação teve como foco o combate à criminalidade organizada violenta. Equipes de várias unidades da Polícia Civil estiveram em diligências para dar cumprimento a trinta e quatro (34) mandados de prisão preventiva e diversos mandados de busca e apreensão nas cidades de Teresina, Amarante, Campo Maior e Parnaíba, no Piauí, além da cidade de Timon, no Maranhão. A Operação Contraordem II contou com o apoio da Secretaria de Justiça do Piauí e Polícia Civil de Timon (MA). Em Parnaíba, a operação contou com apoio da Delegacia de Combate a Homicídios, Tráfico de Drogas e Latrocínio (DHTL), que prendeu dois (02) indivíduos em cumprimento a mandado de prsião e dois (02) em flagrante por tráfico de drogas. Fotos: Divulgação/Polícia Civil.

Em Parnaíba, empresários são presos na BR 343 acusados de apropriação indébita

Os três homens de 56 e 43 anos tentaram passar com o veículo através de uma estrada vicinal desviando da Unidade Operacional da PRF Por Eduardo Machado, In Foco. 19h45. Policiais Rodoviários Federais prenderam na manhã desta terça-feira (15/06) três homens acusados do crime de apropriação indébita. A ação foi desencadeada quando os policiais abordaram o trio na rodovia BR 343 em Parnaíba, litoral do Piauí. Os policiais desconfiaram dos três empresários de 56 e 43 anos que estavam na posse do veículo marca/modelo Volkswagen/Virtus, quando eles tentaram passar pelo desvio da Unidade Operacional da PRF em uma estrada vicinal. Foi detectado que o veículo possuía registro de apropriação indébita datado de 08 de junho de 2021 no estado do Rio de Janeiro. Fotos: Divulgação/PRF. Um dos homens se identificou como responsável pelo veículo que pertence a uma empresa de locação, porém não apresentou contrato de locação do bem. Além disso informou que o veículo havia sido emprestado por um amigo na

Homem é conduzido à delegacia acusado de agredir com facão o próprio tio no litoral do Piauí

Diante dos fatos, acusado e vítima foram conduzidos à delegacia Por Eduardo Machado, In Foco. 08h28. Por volta das 17h15 deste domingo (13/06), a Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de agressão, onde um homem estava armado com um facão agredindo seu próprio tio. O caso ocorreu na Rua Amarante, bairro Atalaia, em Luís Correia, litoral do Piauí. De acordo com informações da Companhia Independente de Policiamento Turístico (CIPTur), os PM's foram acionados via Central de Operações Policiais Militares (Copom), onde a denunciante informava que estava havendo uma briga no endereço citado. Uma guarnição da PM que estava fazendo rondas na região, imediatamente chegou ao local. Segundo a vítima, que é tio do agressor, na manhã de ontem, o seu sobrinho teria agredido-o com arma branca e sendo lesionado em várias partes do corpo. Após a confusão, ele foi procurar atendimento médico. Ao retornar para casa no final da tarde, a vítima foi surpreendida pelo seu sobrinho, e

Jovem sanfoneiro morre após mal súbito no litoral do Piauí

O sanfoneiro Fábio Junior passou mal enquanto cumpria agenda em um evento particular no município do litoral piauiense Por Eduardo Machado, In Foco. / Colaboração: Portal Meio Norte. 16h16. Sanfoneiro Fábio Júnior. - Foto: Reprodução/Instagram. O cantor e sanfoneiro Fábio Júnior, de 24 anos, morreu na madrugada deste sábado (19/06) após sofrer um mal súbito em Luís Correia, litoral do Piauí. O artista estava em agenda artística, cumprindo um show particular na região. De acordo com informações, Fábio começou a passar mal por volta das 3h da madrugada e morreu em seguida. A causa da morte ainda não foi confirmada pelas autoridades. Fãs, amigos e admiradores de Fábio Júnior demonstraram apoio à família e amigos neste momento tão difícil. O jovem era apaixonado pelo instrumento, a sanfona, e também cantava muito bem. Seu estilo era o forró. Fabim, como era conhecido por seu público, postou stories no Instagram momentos antes da tragédia. O artista fazia covers nas redes sociais de músicas

Após repercussão, 'Seu João Claudino' não constará mais como complemento ao nome Porto das Barcas

O museu do local receberá o nome do empresário que merece todo respeito e admiração pela sua trajetória Por Eduardo Machado, In Foco. 19h49. - última atualização: às 20h43. Entrada de acesso ao Complexo Turístico Porto das Barcas. - Foto: Arquivo/In Foco. Após forte clamor da população parnaibana por meio da Câmara Municipal de Parnaíba, o secretário de cultura do estado do Piauí, o deputado estadual Fábio Novo, anunciou que o nome do Complexo Turístico Porto das Barcas, não constará mais com o nome no complemento do empresário João Fernandes Claudino. O anúncio foi feito no início da tarde desta segunda-feira (14/06). VEJA MATÉRIA RELACIONADA: Fábio Novo fala em Tribuna Livre da CMP sobre complemento ao nome Porto das Barcas. Fábio Novo ressaltou que a decisão foi feita em comum acordo com familiares do empresário, juntamente com os assessores técnicos da Secretaria Estadual de Cultura (Secult) e também com respeito a Câmara Municipal de Parnaíba que ecoou o apelo em nome dos munícipe